Cigarro é o principal inimigo da atividade física
Além de atacar os pulmões e causar doenças respiratórias, o tabagismo aumenta também o risco de doenças cardiovasculares
Da Redação - Publicado: 09/01/2017 - Atualizado: 13/12/2017

A maioria das pessoas associa o tabaco somente às doenças relacionadas aos pulmões. No entanto, são muitos os prejuízos acarretados pelo cigarro. Fumar afeta a circulação sanguínea de forma tanto aguda quanto crônica, sendo uma das principais causas também de problemas cardiovasculares.

De forma aguda, o cigarro pode provocar vasoconstrição, aumento da pressão arterial, da frequência cardíaca e da coagulação do sangre. Cronicamente, as artérias ficam mais enrijecidas e desenvolvem placas capazes de dificultar ainda mais a passagem de sangue pelo sistema circulatório, reduzindo a níveis críticos a oferta de sangue, oxigênio e nutrientes para os nossos órgãos. É esse processo que faz com que o fumante não responda de maneira adequada ao estímulo do treinamento, cansando-se rápido. Além disso, o cigarro aumenta o risco de arritmias cardíacas e infarto do miocárdio, tanto durante quanto após a prática de exercícios, inclusive em jovens.

No caso de fumantes mais velhos, aumenta-se o risco de doenças cardíacas por conta da obstrução das artérias coronárias.

Rodape

Atividade Física